Juan, natural da Venezuela, empreendedor em Manaus

Gastronomia

Juan

O empreendedorismo está no sangue de Juan que, desde criança, via a mãe, Suhail, liderar um restaurante em Maracaibo, na Venezuela. Ele conta que a família tinha uma condição confortável, mas resolveu vir para o Brasil devido à crise que assola o país natal. “Foi uma decisão muito objetiva, não dava mais para ficar ali”, conta ele, que abandonou a faculdade de Engenharia de Sistemas para vir ao Brasil.

Em Manaus, ele trabalhou com atendimento ao público e também como gerente de uma loja de roupas, mas consta que os primeiros meses no Brasil, onde chegou em 2018, não foram fáceis. “Saímos da Venezuela com uma expectativa e nos decepcionamos um pouco aqui, porque ninguém sai do seu país esperando menos que tinha”, explica ele, que não via como primeira opção empreender, pois não tinha ainda possibilidades de fazer um investimento no negócio.

Mesmo antes de começar a empreender “oficialmente”, Juan e a Suhail encontravam formas criativas de complementar a renda enquanto trabalhavam. Eles venderam bolos para fora e também geladinho. “Empreender é uma prática, a gente vai aprendendo com o tempo, mas temos que estudar”, explica o dedicado empresário.

Juan conta que o emprego como gerente de uma loja de roupas foi fundamental para que ele aprendesse sobre administração de empresas, logística e sobre algumas especificidades do Brasil, como leis trabalhistas, impostos e juros. “Eu diria que ali foi o começo da minha capacitação para ser empreendedor”, reflete ele, que deixou o emprego por causa dos impactos da pandemia.

Já mais estabelecido no país, e com o apoio de Suhail, Juan abriu em outubro do ano passado a Jeito Marabino. “O projeto tem como ideia aproveitar o boom do delivery, um modelo de negócio que tende a crescer com a pandemia”, explica.

“O cardápio foi elaborado pela minha mãe, que é chef de cozinha formada, e eu dei algumas ideias mais modernas”, descreve Juan, que tem como o carro-chefe do empreendimento o patacón, prato feito à base de banana, mas que foi adaptado ao paladar do público brasileiro. “Nosso slogan é ‘mesma comida, um novo jeito’, e esse é o nosso objetivo desde o começo, demonstrar que estamos aqui no Brasil para somar e para fazer trocas culturais com os brasileiros”, define Juan.

Com o agravamento recente da pandemia de Covid-19 em Manaus, o empresário enfrenta novos desafios, mas segue fazendo planos para 2021. Juan pretende, neste ano, criar uma unidade móvel e trazer mais portabilidade para o negócio, chegando ainda mais perto dos seus consumidores.

(Texto produzido em Fevereiro de 2021)