Kenanh e Omar, naturais da Síria, chefs em São Paulo

Gastronomia

Kenanh e Omar

Foto: Ronny Santos/Folhapress

Omar e Kenanh chegaram ao Brasil em 2014. Na Síria, ela trabalhava como farmacêutica e ele como supervisor em uma empresa do mesmo ramo, mas a guerra iniciada em 2011 – e que persiste até hoje – forçou o casal a deixar o país.

Ao chegar em São Paulo, Omar começou a vender doces árabes de um amigo, como forma de gerar renda para sustentar sua família. Ele vendia os doces antes mesmo de saber falar português.

“No começo, eu vendia doces de um amigo no centro de Guarulhos. Só sabia uma frase em português: ‘Sou árabe, sírio, não sei falar português. Por favor, me ajude.’ E mostrava os doces. Algumas pessoas compravam, outras não”, recorda Omar.

Com o conhecimento adquirido e trabalhando ao lado de sua esposa, o casal tomou gosto pela gastronomia e começou a preparar os tradicionais maámul, harissa e outras delícias sírias, assim como de pratos tradicionais que se tornaram a fonte de renda da família.

“Enxerguei na gastronomia minha identidade, uma forma de me apresentar e de representar o meu país, minha cultura, às pessoas que têm interesse ou mesmo para quem já o conhece a autêntica cozinha árabe da Síria”, diz Kenanh.

(Texto produzido em Março de 2020)