Leonardo, natural da Venezuela, pizzaiolo e empresário em Boa Vista

Gastronomia

Leonardo

Leonardo deixou a Venezuela em meio aos estudos do Ensino Médio. Ele conta que a morte da avó e a deterioração nas condições de vida em seu país natal fizeram que ele viesse para Boa Vista ficar junto da mãe, que já vivia no Brasil.

Em Boa Vista, além de concluir seus estudos, Leonardo começou a trabalhar como garçom, em uma pizzaria. Foi nessa época que ele se interessou pela área das massas das pizzas. “Aos poucos, fui entrando na área e tive a oportunidade de trabalhar como auxiliar de pizzaiolo”, relembra Leonardo, que logo foi promovido a pizzaiolo no local onde trabalhava. Cada vez mais interessado pela profissão, ele resolveu fazer um curso de cinco meses no Senac, para se aperfeiçoar.

Depois de aprender mais, abrir o próprio empreendimento foi um caminho natural para Leonardo. “Eu queria seguir trabalhando na área, mas fazendo as coisas do meu jeito, trabalhar da minha maneira, me reinventar”, relembra o jovem. No início, Leonardo preparava e vendia pizzas apenas para os conhecidos, mas aos poucos começou a cativar uma clientela maior.

Em abril de 2020, ele abriu a Pizzeria Leo. Devido às restrições impostas pela pandemia do Covid-19, o negócio funciona apenas como delivery. “Investi muito na divulgação e no Instagram, e deu muito certo”, conta ele, que viu naquele momento uma oportunidade de fazer o negócio prosperar.

Atualmente, Leonardo segue produzindo suas pizzas em casa, mas se mudou para um local maior, com uma cozinha mais estruturada e espaçosa, para melhor atender aos clientes. O diferencial do produto da Pizzeria Leo são as massas artesanais, que levam batata ou abóbora na composição. “Eu não trabalho com massa tradicional, exceto nas pizzas doces. Combinada com legumes, a massa da pizza fica mais saudável e mais sequinha”, conta o empresário, que coleciona elogios e boas avaliações de clientes, e faz tudo para manter a qualidade da massa.

As pizzas da Pizzeria Leo podem ser encomendadas via iFood e também pelo Whatsapp. Segundo o empresário, os sabores mais pedidos são de frango com catupiry, calabresa e filé com fritas. Atualmente, a principal dificuldade do empresário é a alta dos preços dos alimentos no Brasil, que obrigou Leonardo a reajustar o valor do seu produto. “A barra do queijo subiu três vezes, o gás também está caro. Mesmo fazendo o reajuste, não tive problemas, pois meus clientes sabem a forma como eu trabalho”, conta ele.

Para o futuro, Leonardo pretende expandir o negócio, e abrir um ponto físico. “Quero ir além do delivery e poder receber meus clientes, reunir as pessoas que vêm me ajudando no último ano em um lugar moderno, confortável e agradável”, comenta.

(Texto incluído na plataforma em Novembro de 2021)