Nosmary, natural da Venezuela, artesã em Boa Vista (RR)

Artesanato

Nosmary

Vinda de uma família com nove irmãos, Nosmary teve uma infância de renúncias na Venezuela. Ela sempre precisou dividir tudo, mas lembra com carinho de um brinquedo que era só dela: um pequeno urso de pelúcia dado pela tia. Porém, teve de deixá-lo em 2018, quando cruzou a fronteira para tentar melhores oportunidades no Brasil, ao lado dos dois filhos pequenos. Na Venezuela, estava sem emprego e não tinha dinheiro para comprar roupas nem comida para a família.

Nosmary conta que, ao chegar no Brasil, ela enfrentou muitas dificuldades para encontrar emprego, então passou a vender roscas e imãs de geladeira em Boa Vista. “Minha mãe sempre fez muito artesanato e eu olhava como ela fazia, então aprendi”, relembra.

Um pouco mais estabelecida no país, ela quis se presentear com um ursinho de pelúcia, porém os preços altos a desanimaram da compra. “Naquela hora decidi que faria meu próprio urso. Pesquisei como costurar um no Youtube, Facebook e Instagram e fiz”. Uma amiga gostou tanto do trabalho que quis comprar o ursinho. E assim surgia a ideia de um negócio.

Antes de embarcar no empreendimento, Nosmary resolveu fazer um teste: costurou seis ursos maiores e conseguiu vender todos no mesmo dia. No entanto, com a chegada da pandemia, enfrentou diversas dificuldades. Precisava enviar dinheiro para Venezuela, cuidar dos filhos pequenos e manter a casa. Com o benefício Auxílio Brasil, conseguiu comprar uma máquina de costura, o que facilitou a produção. Hoje, a empreendedora tem seus próprios moldes e faz, inclusive, ursos de acordo com a demanda - já confeccionou um de um metro e meio - e também faz outros artigos para presente, como caixas, livros de tecido e almofadas para móveis. Para se qualificar, ela participou de um curso de empreendedorismo da organização não governamental Visão Mundial, o que a auxiliou nas técnicas de venda e a estruturar o negócio.

“Não quero loja física, é muito complicado dar conta. Quero seguir sendo uma loja virtual, mas sonho em ter uma ajudante, porque em feriados e datas comemorativas é muito corrido. Sei que estou crescendo como empreendedora, então quero fazer todo tipo de presente”, planeja.

(Texto incluído na plataforma em Julho de 2022)