Yajaira, natural da Venezuela, artesã em Brasília

Artesanato

Yajaira

Formada em Administração de Empresas, a venezuelana Yajaira sempre teve paixão pelo artesanato. “Quando morava na Venezuela, eu fazia crochê, trabalhos manuais e decoração de festa”, relembra a empreendedora. Ela conta que a crise econômica e política que atingiram o país, provocando uma alta nos preços, tornou o seu trabalho inviável. “Chegou um momento em que eu não conseguia mais comprar materiais porque tudo estava muito caro e também escasso. Era impossível seguir trabalhando”, relembra Yajaira, que veio com o marido e com duas filhas para Boa Vista.

Atualmente, a família vive em Brasília, onde chegou por meio do programa de interiorização do Governo Federal. Depois de trabalhar um tempo como diarista, Yajaira passou a se dedicar novamente ao artesanato. Além de comprar matéria prima para fazer crochê, a empresária começou a se dedicar a estudar – e a entender – como funciona o mercado brasileiro. Além do conhecimento em administração de empresas, ela também passou a estudar empreendedorismo e fez uma remodelação do perfil nas redes sociais, sempre focando em aumentar sua base de seguidores e conquistar novos clientes. “As pessoas precisam ter confiança e indicações para cada tipo de trabalho”, comenta.

Yajaira produz sapatinhos para bebê em crochê e também calçados para adultos, tudo sob encomenda. Os produtos feitos por Yajaira também são sustentáveis: entre suas produções, estão calçados com a sola reutilizada. “As vezes o cliente tem um calçado que já não gosta tanto ou que tem algum defeito. Eu reutilizo a sola e faço uma nova estrutura de crochê”, detalha a talentosa artesã, que conta que, além de se tratar de um produto sustentável, também há uma redução dos custos para o consumidor.

Entre os maiores desafios encontrados pela empresária no Brasil está o de compreender e sistematizar as diferenças entre os consumidores brasileiros e venezuelanos. “Me considero uma pessoa que tem muita criatividade e que sabe fazer muitas coisas, mas ainda não sei o que as pessoas gostam, por se tratar de outra cultura”, comenta. No futuro, Yajaira sonha em ter seu próprio atelier e oferecer uma maior variedade de produtos aos clientes. “Espero poder concretizar tudo para que dê certo”.

(Texto incluído na plataforma em Abril de 2022)