Adriana, natural da Venezuela, chef em São Paulo

Gastronomia

Adriana

Foto: Avener Prado

Natural da Venezuela, Adriana é formada em gerência e administração de recursos humanos e chegou ao Brasil em 2016, depois de ter passado pela Colômbia. Além da sua formação profissional, ela foi atleta regional de escalada esportiva na Venezuela. No Brasil, Adriana se tornou dona de seu próprio negócio: uma loja de café e doces artesanais na região de Perdizes, em São Paulo.

Antes de abrir seu empreendimento, Adriana trabalhou como empregada doméstica e também na cozinha de uma grande rede de restaurantes, trajetória na qual cada passo dado foi importante para qualificá-la para alcançar o que almejou. No entanto, o processo não foi fácil. “Fiz amizades por onde passei, mas houve momentos em tive que me impor como mulher e profissional que sou, para me valorizar. Também ouvi insultos de xenofobia, mas soube responder com respeito porque não estamos aqui por escolha, mas como oportunidade para todos crescermos juntos”.

A poucos dias de completar um ano de empreendimento, o Aromas Café teve que fechar as portas em respeito à quarentena promovida em São Paulo. Novamente, Adriana teve que se reinventar e como ela mesmo diz, “quem é escaladora nunca fica parada”.

Ela ampliou sua presença nas redes sociais e adotou outros canais de vendas, para facilitar o serviço de delivery dos pedidos que agora são feitos pela internet. Parte da ambientação da loja, com músicas tradicionais de onde viveu, estão sendo agregadas em uma plataforma de música, para que o consumo seja também uma experiência imersiva.

“Estou muito agradecida pela acolhida que o Brasil me deu e gostaria de retribuir com a qualidade dos produtos que eu sirvo, feitos de forma artesanal, com muito carinho para que possam sentir um gostinho do que é a Venezuela, mesmo sem ter estado por lá”, conclui Adriana.

(Texto produzido em Março de 2020)