Carlos e Eduardo, naturais da Venezuela, confeiteiro e chef em Juiz de Fora

Gastronomia

Carlos e Eduardo

Carlos Eduardo Sosa Morffe – conhecido como Carlos – e Carlos Eduardo Gonzalez – conhecido como Eduardo – são os dois empresários que estão por trás da Bolos & Doces Cadú, em Juiz de Fora. O sonho de empreender era antigo e veio junto com os dois da Venezuela, de onde saíram por causa da crise.

“Deixamos nosso país por causa da situação econômica. Não dava mais, nós ainda somos jovens e queríamos um futuro melhor para a nossa família”, explica Carlos, que dá mais detalhes sobre o projeto empreendedor dos dois. “Na Venezuela, tentamos abrir um negócio próprio, mas no contexto da crise não conseguimos fundamentar bem. No entanto, já tínhamos essa ideia desde 2013, de ter o nosso negócio para garantir a nossa independência financeira”, detalha.

Inicialmente, Carlos e Eduardo moraram em Roraima, onde trabalharem vendendo geladinho. Foi por meio de um projeto de uma igreja que os dois chegaram a Juiz de Fora e, cinco dias depois, já estavam empregados. Carlos, cozinheiro de formação, começou a trabalhar em um restaurante, enquanto Eduardo, barista e confeiteiro, conseguiu emprego em um café da cidade. A chegada dos dois a Minas Gerais trouxe desafios profissionais, como relata Eduardo. “Embora eu estivesse na mesma área de trabalho, tive que me adaptar à forma de fazer café no Brasil”, relembra.

Foi no início da pandemia do Covid-19 que os dois começaram a fazer bolos para vender. Mais uma vez, Eduardo teve que aprender a fazer as delícias ao estilo brasileiro, bem mais doces do que na Venezuela, conta ele. “Nosso bolo de cenoura na Venezuela é com cenoura ralada, nozes, passas, canela e cobertura de cream cheese. Aqui no Brasil é tudo no liquidificador e com brigadeiro por cima”, compara.

Além dos bolos, a Cadú oferece alguns pratos tradicionais venezuelanos e doces especiais para datas comemorativas – como Páscoa e Dia das Mães. A campeã de vendas do empreendimento é a cheescake, oferecida nos sabores de morango, maracujá, chocolate, doce de leite e oreo. O cardápio também oferece bolos para festas e eventos e bolos mais simples, como de cenoura (com cobertura de brigadeiro). Os produtos são divulgados nas redes sociais e também podem ser encomendados pela internet.

Para o futuro, os dois tem grandes planos. “Nosso projeto é bastante ambicioso, queremos ser um ponto de referência importante na cidade na área de bolos e doces. Também temos a intenção de abrir um café, onde o Eduardo possa comercializar cafés e doces, e um restaurante na minha área, que é a cozinha”, conta Carlos.

(Texto incluído na plataforma em Junho de 2021)