Gregório, natural da Venezuela, marceneiro em Boa Vista

Marcenaria

Gregório

Gregório chegou ao Brasil em 2018. Marceneiro há 15 anos, ele conta que o recomeço em Boa Vista não foi fácil. “Passei três meses procurando emprego. Vendi geladinho nas ruas até finalmente conseguir um trabalho na área”, conta ele, que considera que seu maior desafio no Brasil até então foi se recolocar profissionalmente.

Gregório foi o primeiro da família a deixar a Venezuela, por conta da crise, que provocou carência de emprego e também de comida, segundo ele. “A gente teve que procurar pelo menos algo para poder criar um futuro. Na Venezuela era difícil até mesmo pensar em ter filhos”, conta Gregório, que em seguida conseguiu trazer a esposa e a filha para o Brasil. No Brasil, a família cresceu, e hoje Gregório tem três filhos.

Durante três anos, Gregório trabalhou em uma marcenaria liderada por um brasileiro mas, em 2021, resolveu abrir seu próprio empreendimento. O antigo chefe fechou a marcenaria e revendeu algumas ferramentas para Gregório, que aproveitou a oportunidade. Atualmente, ele está a frente da ConstruMov, empresa focada na fabricação, design e restauração de móveis.

O empreendimento funciona no quintal da casa de Gregório, que conta com o apoio da esposa, Marian del Carmen, para atualizar as redes sociais, procurar por oportunidades de serviços na internet e fechar as vendas. Para Gregório, o maior desafio como empresário até agora foi comprar as ferramentas necessárias para a produção de móveis. “A gente já tinha conhecimento do ofício, mas ainda faltam algumas ferramentas, e por isso trabalhamos com pouca coisa. Mesmo assim, garantimos a entrega de um serviço de qualidade”, afirma ele.

Entre os itens mais pedidos pelos clientes de Gregório estão os beliches e mesas de cabeceira, além de outras peças pequenas e econômicas. Os 15 anos de experiência do talentoso marceneiro, no entanto, garantem a entrega de móveis de todos os estilos e para todos os gostos: “Faço armário de cozinha, guarda roupa, móveis para lojas e estabelecimentos comerciais, todo tipo de serviço que me solicitarem”, garante.

No futuro, Gregório deseja ampliar o seu empreendimento, e ter uma marcenaria “ainda mais organizada”. Além disso, ele pretende aumentar a equipe e conseguir gerar empregos, como forma de ajudar aqueles que precisam de uma oportunidade e não conseguem se recolocar no mercado de trabalho.

(Texto incluído na plataforma em Novembro de 2021)