José David e Adriana, naturais da Venezuela, chefs em Mesquita (MG)

Gastronomia

José David e Adriana

José David e Adriana chegaram ao Brasil em 2016. A jornada migratória do casal foi motivada pela crise política e econômica que atinge a Venezuela. “Tentamos fazer muitas coisas por lá, mas a falta de matéria prima inviabilizava qualquer empreendimento que abríssemos”, explica José. Um dos negócios do casal na Venezuela foi uma loja de informática. “Sou engenheiro de computação e minha esposa engenheira de sistemas, mas o negócio acabou não dando certo porque além de faltar insumos, as empresas no país começaram a quebrar e não pagavam mais pelos nossos serviços”.

A chegada dos dois ao Brasil não foi fácil. “Chegamos por Roraima e passamos 15 dias nos alimentando de biscoito”, conta ele, que atualmente vive em Mesquita, em Minas Gerais. Seu primeiro trabalho no Brasil foi como ajudante de pedreiro, em uma fazenda. “Foi uma experiência difícil, mas que me ajudou muito e me ensinou sobre várias coisas, inclusive sobre disciplina”, conta.

Foi com o dinheiro deste primeiro trabalho no Brasil que ele comprou os primeiros ingredientes para fazer pizza. “Uma vizinha pediu que eu cozinhasse algo para ela levar a uma festa, e o melhor que eu sabia fazer era pizza”, lembra José, que na Venezuela costumava preparar o prato para amigos e familiares, mas nunca para vender. A aprovação da pizza foi imediata. “A mensagem que me mandarem dizia ‘esse trem tá muito bom, podem fazer para vender’, mas eu não sabia o que o trem era a pizza”, conta ele, bem humorado, sobre a expressão bastante usada em Minas Gerais, e até então desconhecida para José David.

Desde então, José David e Adriana vêm empreendendo no ramo, com muito sucesso. Das primeiras pizzas assadas em um forno doméstico, os dois hoje são donos da Pizzaria Venezuela, onde empregam nove pessoas e chegam a vender 250 pizzas de massa artesanal por semana – tanto no ponto físico quanto no delivery. O sucesso do restaurante é tanto, que alguns clientes chegam a vir de fora de Mesquita para experimentar delicias como a pizza “À Moda”, que leva mozzarella, presunto, milho, pimentão, azeitona, bacon e calabresa.

Ao longo dos anos, o casal de empreendedores chegou a abrir três unidades da Pizzaria Venezuela, mas, devido à crise sanitária causada pelo Covid-19, resolveu deixar apenas a matriz – que funciona durante o dia como padaria e a noite como pizzaria – aberta. “Essa reestruturação foi feita no contexto do Covid-19, justamente para manter o negócio funcionando o dia todo”, explica José David, que espera que nesse novo momento as coisas aconteçam mais lentamente, mas que haja um aprendizado constante.

O casal planeja agora expandir a Pizzaria Venezuela por meio de franquias. “Para isso precisamos de um plano bem feito, muito bem estruturado”, comenta José David. “Nosso plano agora não é tanto vender pizzas, mas vender pizzarias. E estamos nos preparando para isso”.

(Texto incluído na plataforma em Novembro de 2021)