Nohemi, natural da Venezuela, bartender em Manaus

Gastronomia

Nohemi

Há quase três anos no Brasil, Nohemi já conta com uma sólida carreira como empreendedora. Na área empresarial, ela é dona da Brasven Coktails, empresa dedicada a fornecer capacitação em todas as áreas de bares e restaurantes – gastronomia, coquetelaria, atendimento e técnicas de boas práticas de higiene e segurança. Além disso, a Brasven também atende eventos e festas.

“Venezuelana de nascimento e brasileira de coração”, Nohemi trabalhava como farmacêutica no seu país de origem, mas conta que enfrentou dificuldades para validar seu diploma em Manaus, onde vive atualmente. Ela, que já havia morado na Europa, onde estudou coquetelaria, também fazia faculdade de gastronomia na Venezuela, como um hobby. Aqui no Brasil, no entanto, o que era diversão acabou virando trabalho. Entre os drinks de maior sucesso que Nohemi produz e também ensina, estão a Cuba Libre, o Mojito, o Daiquiri e a Piña Colada, e as bebidas que levam café. “Eu não vendo apenas drinks, mas também diversidade de culturas”, pontua.

Além de Nohemi, outros cinco colaboradores trabalham na Brasven – um bartender, uma psicóloga que atua com capacitação de equipes de trabalho, um encarregado de hotelaria e turismo, focado em protocolos, normas e regras, um profissional responsável pela formação em boas práticas de higiene e, por fim, uma funcionária dedicada à área administrativa. “Meu sonho é gerar empregos”, revela Nohemi.

A pandemia, no entanto, afetou severamente os negócios de Nohemi, que estuda oferecer treinamentos virtuais para seus clientes. “O setor de restaurantes em Manaus foi duramente golpeado pela pandemia, e isso afeta diretamente minha fonte de trabalho”, detalha. Nesse momento de dificuldade, ela conta que passou a vender comida caseira – brasileira e venezuelana – para fora e que chegou a trocar serviços por comida para sua família.

Foi no contexto da pandemia da Covid-19, que Nohemi se tornou também uma empreendedora social. “Desde que cheguei a Manaus, sou defensora dos Direitos Humanos, gosto de ajudar e capacitar imigrantes”, comenta ela, que percebeu que os venezuelanos na cidade estavam enfrentando dificuldades tanto para conseguir comida quando para enviar recursos para familiares que ficaram na Venezuela.

Para ajudar a solucionar o problema dos conterrâneos, ela criou a Irmãos Solidários Sem Fronteiras, organização que oferece capacitação na área de empreendedorismo e gastronomia para migrantes e que também fornece auxilio social – por meio da entrega de cestas básicas – a famílias venezuelanas. Atualmente, 303 famílias e 80 empreendedores figuram no cadastro da organização.

Entre muitos desafios, Nohemi revela o idioma português como um entrave, o que não faz com que ela perca o ânimo. Atualmente, ela se dedica à organização da Primeira Feira de Empreendedorismo em Manaus, programada para acontecer no mês de julho de 2021. “Muitas pessoas pensam que o imigrante só precisa de uma cesta básica, ou que veio tirar trabalho dos outros. Mas o imigrante também quer empreender, ter uma oportunidade, entrar na sociedade, tudo isso.”

(Texto incluído na plataforma em Julho de 2021)