top of page

Samuel, natural da Venezuela, barbeiro em Manaus

Barbearia

Samuel

Os fios de cabelo são cortados e aparados, mas as oportunidades que surgem a partir desse gesto se multiplicam. É o que afirma o barbeiro Samuel Barrada, venezuelano que reside na capital amazonense há cinco anos.

Em dezembro, Samuel participou de um mutirão de cidadania em Manaus, promovido pelo Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) em parceria com a Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), no qual a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) complementou esforços com atendimentos a pessoas refugiadas e migrantes.

Como voluntário, ele participou da ação de corte de cabelo para pessoas em situação de vulnerabilidade.

“Um corte de cabelo muda as pessoas”, afirma.

Samuel atua como barbeiro há um ano. Para ele, melhorar a apresentação de alguém por meio do corte de cabelo não se trata apenas do aspecto visual, mas também das chances que a pessoa pode ter a partir dessa mudança.

“Tu vais para uma entrevista [de emprego]. Tu não vais com um corte grande, porque sabe que não vai ter oportunidade, entendeu? A presença da pessoa já fala muitas coisas. E isso abre muitas oportunidades”, acredita Samuel.

E a cada oportunidade, Samuel se aproxima cada vez mais do seu sonho: abrir a própria barbearia. “Esse é meu sonho. E eu vou cumprir. Quero ultrapassar meus limites.”

bottom of page