Yilmary, natural da Venezuela, chef em São Caetano do Sul

Gastronomia

Yilmary

Foto: Divulgação

Yilmary e sua família vivem no Brasil há quatro anos, em São Caetano do Sul (SP). Ela é terapeuta ocupacional de formação e se reinventou no Brasil através da gastronomia, pois não conseguiu um trabalho que conciliasse seu interesse profissional com a atenção necessária aos filhos pequenos. A família teve que deixar a capital da Venezuela, Caracas, por ameaças e tentativas de extorsão de milícias.

Ela começou a empreender depois do sucesso que teve por um prato feito para uma celebração na escola da sua filha. O prato foi feito com muito prazer e capricho – ingredientes que estão em todo o menu que Yilmary oferece – e fez ainda mais sucesso pela curiosidade natural que é despertada pela cozinha venezuelana.

“Um prato típico que indico para quem não conhece a gastronomia da Venezuela é a Cachapa, feito a base de milho, que pode ser traduzido como ‘a tapioca venezuelana’. Embora os outros pratos também sejam umas tentações, como as Arepas”.

Yilmary fez diversos cursos sobre a gastronomia e empreendedorismo fornecidos pelo ACNUR e seus parceiros para entender como gerir seu próprio negócio. Estudou o mercado brasileiro, adaptou seus conhecimentos e literalmente botou mãos na massa. Ela manteve as tradições e os temperos que aprendeu na Venezuela por também ser uma forma de conexão com suas memórias de afeto: a casa que tinha, a companhia dos familiares e amigos, a vida antes de chegar ao Brasil.

“Os alimentos incorporam a intenção daquilo que fazemos. Por isso que faço tudo com amor, atendo as demandas com o melhor de mim para entregar a comida mais saborosa que alguém já provou”.
(Texto produzido em Março de 2020)